Ornitorrincolaringologista

Não há coisa que se faça no mundo que não tenha lá o seu especialista e dentro delas há ainda aqueles que são experts da especialidade. Se há uma diarista que limpa muito bem uma casa, com certeza haverá uma entre tantas que foca anos de sua vida em limpar apenas o  ouarmário. Ficará lá o dia inteiro limpando item a item, espaço a espaço, e você, pasmem, não ficará de todo insatisfeito. Primeiro porque o acordo tácito era este, depois que vá lá, ela fez uma geral que vai durar tempo suficiente até você se mudar para o próximo quarteirão.

Pois é, o mundo hoje em dia está cheio de “ornitorrincolaringologistas”. Especialistas, especialidades e expertises que até outro dia não existiam, agora oferecem cursos de formações, diplomas e até universidades.   As pessoas querem entender de assuntos diversos e você, como bom educado que é, tem que ceder o espaço para que todos possam exercer a sua parcela de intelectualidade. Faz parte. É filosofia alemã para cá, Brahma Kumaris para lá, administração pública, criacionismo, psicologia das cores, ativismo animal, pedagogia hospitalar, anatomia dental, psicopedagogia clinica,  marketing pessoal, psicanálise lacaniana, astrologia chinesa, teologia oriental, epistemologia científica, antropologia urbana e uma gama interminável de assuntos de suma importância para a Humanidade, às vezes tudo junto na mesma conversa.

Sendo assim, o repertório básico de um indivíduo tem que ser cada vez mais amplo, visto que o leque de especialistas também o é, afinal não há coisa mais desconfortável do que deixar um especialista falando sozinho.  É sempre necessário mostrar que temos o conhecimento exato sobre o assunto para não matar ou morrer. Conhecimento suficiente para não ignorar o tema mas não excessivo, para deixar que o especialista demonstre sua superioridade em assunto tão relevante. Mais que nunca a vida civilizada se tornou um percurso cheio de perigos eminentes na vida de um cidadão comum.

Evite também as discórdias. Não há problema maior que ferir um especialista. Imagine todo um conhecimento acumulado em livros, aulas, tutoriais, práticas e exercícios postos à prova por argumentos convincentes? A coisa pode ficar séria demais, risco de vida, tanto a sua, por invocar a fúria de um dogma contrariado, ou a do próximo, que pode descobrir que jogou uma vida inteira pela janela. Mantenhamos nossa consciência limpa e deixemos que cada um tenha lá seu quinhão de verdades preservadas. Afinal, no fundo, a única coisa que você pode saber é que não sabe de nada.

Agora, se tudo fosse apenas uma questão de aumentar o repertório de uma conversa e preservar amizades e verdades individuais, não seria de todo o mal. O problema é que eles não apenas querem um espaço do seu entendimento e sua compreensão, mas também, e sobretudo, do seu bolso. Deste modo, numa vida de um humilde cidadão de classe média, é necessária cada vez mais a consulta constante de um leque de especialistas de todos os tipos para você ser, digamos, normal. Temos médicos de todos os tipos, psicanalistas, psicólogos, astrólogos, decoradores, designers, arquitetos, paisagistas, pais de santos, cabeleireiros, barbeiros,  coachers, veterinários e outros tantos que deixariam a lista telefônica maior do que o dicionário Houaiss. Por sorte, está tudo lá na memória do celular ou nas conexões infindáveis do Google. O mundo contemporâneo exige uma “melhoria contínua dos processos” e para isto são necessários muita dedicação, pesquisa e dinheiro no bolso.

Cuidado mesmo é com aqueles que se promovem e se autodenominam consultores, ou ainda, “personal” alguma coisa. A semelhança é que ambos são caros, muito caros. A diferença é que  um deles é para Pessoa Jurídica e o outro seria para a Pessoa Física. Então, por exemplo, se um cara vai cuidar do teu visual, ele será um personal bicha, agora se cuidar do visual da tua empresa, será um consultor de marketing. Pois é, há nomes e cargos para tudo neste mundo.

Os especialistas do ensino já sacaram esta nova tendência e criam continuamente cursos e MBAs de todos os tipos. Um amigo mesmo prenunciou o nascimento da psicologia botânica e da sociologia microbiótica, isto porque já deve existir em alguma Estácio da vida uma especialização em psicologia animal. Sem contar nas profissões inúmeras da nova era que enchem sessões imensas das livrarias mais respeitadas do mundo inteiro. Pode ter certeza, eles também querem sua atenção e, principalmente, seu dinheiro.

Pois é, neste mundo, cheio de especialidades, eu vou me adentrando nesta nova categoria de escritor, de blog. Pena que ainda não tenham me dado um dinheirinho pela façanha, mas um dia eu chego lá, ainda convencerei alguém a abrir a carteira. Quem sabe eu não viro consultor?

Vai um personal blogger aí?

Bogado Lins

Anúncios

Uma resposta em “Ornitorrincolaringologista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s