VOO

O que vejo é o mundo e o que sou

O que faço é sem fundo e me safou

O que sinto eu minto e assim vou

 

O que ouço no caminho é o que restou

O que inspiro vai sumindo se sobrou

O que toco, eu surdo ao que soou

 

O que devo fazer com tudo que senti?

O que quero saber com tudo que vivi?

O que posso viver sem tudo que senti?

 

Voo…

 

Vou…

Vi…

 

Voo…

 

O que…                                                  voou.

 

 

Paulo Cabelo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s